terça-feira, abril 26, 2011

Relação entre Paulo e Timóteo, o verdadeiro filho na fé: Confiança!


Pr. Eder "Em Defesa da Fé"!

Relação entre Paulo e Timóteo, o verdadeiro filho na fé: Confiança! 

Paulo, mesmo sendo um erudito: Falava mais de 40 linguas, formado em teologia nos pés do doutor da lei Gamaliel e ex-sacerdote...confiou naquele jovem que, na sua segunda viagem missionária foi recomendado pelos presbíteros de Listra (região da galácia) agregando-o na sua comitiva apostólica. Provavelmente, lá na igreja de Listra ele o ordenou ao presbitério (1 TM. cap. 1.). Depois passos por incônio e antioquia da prisídia, passou por duas cidades depois de antioquia da prisídia e chegou em éfeso; Lá depois de passar dois anos ensinando a palavra de Deus ordenou para que Timóteo ficasse e admoestasse alguns que se perderam em loquacidade frívola, logo, ele lembra do dia da ordenação de timóteo em que ele recebeu uma profecia em relação ao seu ministério pessoal: 
E este mandamento te dou, meu filho Timóteo, segundo as profecias que houve acerca de ti: Combate, firmado nelas, o bom combate, conservando a fé e a boa conciência, pois alguns desviando-se da conciência pura naufragaram na fé, entre eles estão Alexandre e Himineu. 1 Timóteo 1:18 ao 20.
Se Deus confiou em Timóteo Paulo sentia a mesma necessidade de confiar nele, e deixa-lo em éfeso para uma missão árdua de, combater os que pensavam ser doutores: ...querendo ser mestres da lei, quando não compreendem nem o que dizem nem as coisas acerca das quais fazem afirmações tão categóricas. (Timóteo 1:7)
Por isso ele (Paulo) afirma: Perderam-se em loquacidade frívola! 
Loquacidade Frívola: A palavra indica que eles gostavam de falar muito, pois adoravam ouvir a si próprios, mas não compreendiam o que falavam fazendo ousadas asseverações!
Era um trabalho para Paulo, pois ele teria que enfrentar "doutores da lei", mas Paulo confiava em Timóteo e em si mesmo e em Deus, afirmando a Timóteo: 
Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança...(TM. 3:10).
E ainda:
Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu.
Porque desde criança você conhece as sagradas letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus. (TM. 3:14-15).
A confiança de Paulo em Timóteo foi tão grande e profunda que posso concluír com as palavras do mesmo:
Por essa razão, torno a lembrar-lhe que mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos. (2 Tm. 1:06)

Relação entre Paulo e Timóteo, o verdadeiro filho na fé: Confiança! 

Um abraço à todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário